Por Guilherme de Castro

O Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação (PPG-FEEC), da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), ofertará no primeiro semestre de 2021 a disciplina “Panorama da Mobilidade Elétrica: veículos elétricos, infraestrutura de recarga e integração com a rede elétrica”. A matéria destaca o panorama da eletromobilidade em torno do funcionamento de veículos, da infraestrutura e sua integração com a rede elétrica, abordando a mobilidade elétrica de forma sistêmica, a partir das tecnologias e suas aplicações, considerando, sempre, seus impactos energéticos e ambientais.

Leia também: Disciplina sobre mobilidade elétrica entra para currículo da Universidade Federal de Santa Maria

O responsável pela cátedra é o professor Luiz Carlos Silva, mestre e doutor em Engenharia Elétrica pela Unicamp, que faz parte do Grupo de Trabalho de Capacitação Profissional (GT Profissionais) da Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica (PNME). A disciplina, inclusive, contará com o apoio da Plataforma em algumas aulas, segundo o professor. O GT Profissionais é a instância da Plataforma que articula representantes da academia em torno da capacitação de profissionais para atuarem no mercado da mobilidade elétrica. Nesse sentido, promove a discussão e implementação de disciplinas, cursos de formação e aperfeiçoamento, entre outros, em instituições de ensino, muitas das quais representadas no Grupo.

O professor também é coordenador do Campus Sustentável, projeto da universidade em parceria com a CPFL Energia, concessionária da cidade de Campinas, com recursos do programa da Pesquisa e Desenvolvimento da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), que visa melhorar a infraestrutura do campus por meio do estudo e desenvolvimento de novas tecnologias.

A disciplina é mais uma ação da Unicamp na promoção e capacitação da mobilidade elétrica no Brasil. Em 2020, por exemplo, estudantes da universidade desenvolveram o Ecotrip, um aplicativo que prevê limitações dos veículos elétricos e os efeitos ambientais causados pelo deslocamento, a fim de viabilizar viagens de longas distâncias com menor custo ambiental. O aplicativo foi a solução encontrada pelos estudantes para o desafio global “Pitch the Future”, da empresa Shell, do qual saíram vencedores.

Para mais informações, clique na imagem
TÓPICOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *